another one bites the dust...

11.9.13
Já tinha mostrado aqui a minha "nova" mesa de cabeceira e fiquei contente porque o A. tinha gostado muito (não há maior elogio). Então aproveitei esta sua última viagem de trabalho para meter mãos à obra e fazer uma para ele. Não tinha outra mesa igual no armazém (aka sotão dos meus pais onde se encontra de t-u-d-o!!) mas quando encontrei esta achei perfeita. Tão perfeita que mal pude esperar para meter mãos à obra e só me lembrei de tirar a primeira fotografia depois de já a ter lixado.
Os passos são os mesmos da mesa anterior: Lixar bem para retirar o verniz para que a tinta possa agarrar sem problema; Passar um primário; Passar duas camadas finas de tinta até termos uma pintura uniforme; Passar um finalizador (não é obrigatório...).

Como esta mesa tinha uma porta e a abertura achei que ficaria perfeita com uma colagem e pedi ajuda à Luísa Spínola para explicar passo a passo a melhor forma de o fazer. Estava convencida que era preciso uma cola ou papel especial mas na verdade não é. Usámos a cola branca que tenho em casa e uso para um sem número de finalidades e depois usei um papel de decoupage mas só porque gostei do padrão, porque poderia ter perfeitamente usado um papel de embrulho ou até tecido e os passos seriam exactamente os mesmos.

Como a cola branca é densa deve ser diluída em água. As medidas (aproximadas) serão 3 partes de cola para uma parte de água. Deve recortar-se o papel de acordo com as medidas do objecto que vamos forrar e depois,  com um pincel apropriado à medida do nosso trabalho aplica-se primeiro a mistura na base (bem espalhada) e vai-se aplicando o papel (quase como se estivéssemos a forrar um caderno com plástico autocolante. Começamos numa ponta e vamos esticando o papel). Depois de forrada toda a superfície, volta-se a aplicar a mistura por cima. Sem medo mas espalhando bem. E depois? Deixa-se secar. E já está.
mesa_andre 1 mesa_andre 2 mesa_andre 3mesa_andre 4 mesa_andre 5 mesa_andre 6 mesa_andre 7 mesa_andre 9 Notas: Fazer estes trabalhos com um menino que quer sempre ajudar, por perto, pode ser desafiante. Na parte da pintura, deixei-o "pintar" a parte de trás da mesa com um pincel sem tinta como podem ver na 2ª imagem.
No caso de pormenores como o fecho da porta (imagem 6) recortem a medida o mais aproximada possível.
E não se assustem quando o papel ficar ligeiramente franzido na primeira aplicação. Quando se passa depois a cola por cima e ao secar, o papel estica.

3 comments:

  1. Adorei! O tampo esta muito giro!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Boa, obrigada :) O tampo como mandei fazer o vidro para colocar achei que podia ser uma moldura. beijos

      Delete

Obrigada pelo seu comentário!

AddThis