Já voltámos?... a sério?...

29.9.13
Tenho tantas histórias e fotografias para partilhar que sempre que abro o iphoto lembro-me de qualquer coisa mais importante (e mais fácil, e mais rápida) para fazer nesse momento.
Ao rever algumas das fotografias lembrei-me de partilhar aqui alguns dos desafios de viajar com uma criança pequena. A primeira viagem de longo curso do Manuel foi aos 3 meses, em pleno Inverno, e lembro-me da nossa angústia na altura, para viajar com um bebé tão pequeno e a preocupação de como iria reagir a tantas mudanças. Depois disso - falando em viagens mais longas - voltou a viajar aos 6 e 10 meses, aos 18 e agora aos 24. E posso assegurar-vos: lembro com saudade a primeira viagem. Foi a mais calma! Dormia a maioria do tempo e só bebia leite. Ok, tínhamos que esterilizar tudo. Mas depois passei a fazer sopas em todas as paragens (e depois, introduzir carne e peixe) e a ter viagens com um menino que para além de não parar 5 minutos numa viagem, combatia o sono até a última das suas forças e abria a goela mal lhe mostrávamos o cinto do avião (????). Para não falar nas viagens de carro. É certo que aos 3 meses ou dormia ou chorava. Mas aos 6 e 10 fazia exactamente isso com a particularidade que já se conseguia recusar a sentar na cadeira.
Posto isto. Agora aos quase 2 anos, os desafios são claramente outros. A viagem de avião já se faz bem melhor porque ele já gosta de ver um filme (o resto do tempo rezamos para que adormeça o que normalmente não acontece e implica que fazemos turnos a percorrer o avião...) e as de carro - depois de descobrirmos um apoio para o ipad - também correram sobre rodas (ora não foi de propósito mas foi um jogo de palavras).
Mas claro que houve muitas refeições em que nem senti o sabor dos alimentos que entraram inteiros numa inspiração súbita. Nas que comemos melhor, fizemos turnos ou aproveitámos uma sesta. Claro que não vale a pena ter a ilusão de que vamos conseguir ver a nossa loja favorita de forma a escolher o que mais gostamos (benditos turnos...) e os dias vão, invariavelmente, incluir várias idas ao parque infantil e paragens não previstas no roteiro inicial.
Mesmo assim não trocaríamos estas nossas férias a 3 por nenhum outro tipo de férias. São caóticas, raramente fazemos o planeado e o Manuel nunca quer tirar uma fotografia connosco, mas são perfeitas porque estamos os 3.
IMG_0346 IMG_0218 IMG_0083 IMG_9945 IMG_9534

8 comments:

  1. estou preparada e ansiosa para ver mais fotos!
    bjs
    d.

    ReplyDelete
    Replies
    1. Adoro esse momento de vocês os 2 a comer na relva...
      d.

      Delete
  2. As fotos são realmente lindas :) Desde pequena que faço viagens com os meus pais, eles contam-me que numa ida à Madeira (tinha eu 2 anos), não me conseguiram manter quieta num restaurante e quando deram por mim já estava dentro da cozinha com a cozinheira a enfeitar pratos toda encantada da vida. Fico bastante feliz por sempre me terem levado com eles, e de certeza que o pequenote também vai sentir o mesmo quando crescer. Isso sim é ser bom pai/mãe! :)

    ReplyDelete
    Replies
    1. Obrigada Mariana! Que história deliciosa, espero que o Manuel construa memórias assim connosco :)

      Delete
  3. muito queridas estas fotos!
    eu viajei sozinha com os dois para o brasil qdo a alice tinha 4 meses e o vicente 3 anos
    tenho saudades!

    ReplyDelete
    Replies
    1. Com 2 também deve ter sido um desafio!
      beijinhos

      Delete
  4. texto e fotos lindas!

    ReplyDelete

Obrigada pelo seu comentário!

AddThis